ENTENDA OS TRÊS SINAIS DE QUANDO SE ESTA NO LIMITE!

“O homem que sabe reconhecer os limites da sua própria inteligência está mais perto da perfeição” essa frase foi dita por Johann Goethe, com muita inteligência.

Comecei este texto com essa frase, porque é necessário que homem saiba quais são os seus limites, seja de sua inteligência, seja de sua força física ou em qualquer outra área de sua vida.

Precisamos respeitar nossos limites, pensando nisso listei três sinais no sentido de se verificar o seu estado.

Saber diferenciar estar no limite de estar limitado e de limitar-se é muito importante, para podermos seguir em frente.

Limitar-se: quando nos limitamos, deixamos de fazer algumas atividades por iniciativa própria por achar que não temos capacidade, pelas consequências e outras coisas mais.

Estar limitado: Quando estamos limitados é fácil se identificar, pois existe algo acima de nós e isso impõe o limite, por exemplo, você é subordinado e não pode ultrapassar de certo ponto em seus comentários com relação à conduta do seu chefe, pois perderia o emprego, então estar limitado sempre vai estar ligado à uma situação que foge do seu controle, diferente de limitar-se que é quando você decide não ir em frente por razões próprias.

Estar no limite: Essa situação é a pior dentre as três citadas, primeiro porque demoramos a aceitar que não podemos ir além, segundo que não ir além pode significar fracasso e fracasso pode significar um desastre na carreira ou na vida de uma pessoa.

Pois bem seguem abaixo três sinais para você identificar se está no limite:

1 – Excesso de Cansaço – Se você chega na segunda feira para trabalhar e já está exausto e sem ânimo para a semana, é o primeiro sinal de que você está no limite, se você reconheceu esse sinal, não se desespere, apenas preste atenção no seu corpo, ele fala com você, veja como ele reage à suas atitudes com relação às suas atividades diárias, de um tempo, é necessário parar por quinze minutos a cada quatro horas para fazer algo diferente do que você estava fazendo, exemplo: quando vai tomar aquele cafezinho, comente sobre o jogo de ontem, sobre política ou qualquer outro assunto que não seja do seu trabalho, isso é extremamente necessário para seu cérebro processar todas as informações que você obteve até aquele momento, então de uma pausa no seu trabalho, outro ponto interessante é a organização, seja organizado, procure priorizar tarefas e resolver os problemas quando eles aparecem e por último fale com seu chefe a respeito, identifique os pontos de gargalo junto com ele e peça ajuda, não tenha medo, pois essa situação é melhor do que você não dar conta do recado e por isso perder o emprego, pense bem, seu chefe esta ai na empresa para te ajudar a produzir e não para te entupir de atividades e ficar olhando os resultados não aparecerem as metas não serem cumpridas e não fazer nada a respeito, por isso ao menor sinal procure ajuda do seu chefe, converse fale das atividades que desenvolve, pois talvez se você não falar ele jamais saberá que você precisa de ajuda.

2 – Termômetro familiar – Sua família é o termômetro mais importante que você tem para buscar sinais de estar no limite, ou seja é com família que você é você mesmo e coloca pra fora tudo aquilo que está te incomodando, seja no trabalho seja na sua vida financeira e na própria vida familiar, estar com família é uma dádiva de Deus, família é o alicerce de qualquer pessoa, quando se está deprimido é na família que se busca carinho, quando não se é compreendido é na família que se busca compreensão, por isso quando estiver em família se desligue de todo o resto, viva 100% do tempo que você tem com a família para ela e somente para ela.

3 – Distanciamento dos amigos – Amigos são importante, mas não aqueles que nos bajulam esses não servem pra nada, os verdadeiros amigos nos dizem a verdade quando é necessário e sabem reconhecer quando estamos certos, por isso quando você perceber que está se distanciando dos verdadeiros amigos porque eles estão te dizendo coisas que você precisa ouvir, pare e analise até onde você tem razão na suas conclusões e volte atrás em suas decisões, peça desculpas se for necessário, mais pra frente você vai dizer obrigado para você mesmo.

Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a identificarem se estão no limite e poder reverter essa situação.

Autor: Airton Tomaz, é Life Coach, analista comportamental e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio, a venda na amazon.com.

Caso tenha gostado deste texto escreva para autor sugerindo outros temas em desenvolvimento pessoal, através do email: airton@educarpv.com.

VOCÊ VIVE SUA VIDA? OU VOCÊ ESTA NA MATRIX!!!

Basta olharmos para as ruas das grandes cidades que percebemos como as pessoas estão desconectadas do mundo que as cercam, é cada vez mais comum encontrar pessoas com fones de ouvido totalmente desprotegidas andando pelas ruas, e o que dizer daquelas pessoas que ao falar no celular parecem que entram em um mundo só delas e se esquecem o real local que estão.

Talvez essa atitude seja um reflexo de uma sociedade cada vez mais preocupada com o amanhã ao invés de se preocuparem com o hoje com o agora, as mídias se encarregam de piorar essa situação, desenham um futuro cada vez pior e muito mais difícil, propiciando assim que as pessoas que já estão alheias a várias situações que estão ocorrendo ao seu redor, desliguem os seus radares e apenas passem por seus dias e não vivam os seus dias, isso é preocupante, quem não vive os seus dias por estar com seu radar desligado pode perder a qualquer momento uma oportunidade que mudaria sua vida pra sempre.

É preciso ligar o radar e sair da matrix, sim matrix existe e não é ficção, ela prende todos nós a um mundo de falsas concepções, como: desgraças intermináveis, tragédias na economia, na política. É preciso trazer para as grandes discussões desse país o atual modelo de comunicação.

O modelo que está instalado no país hoje, preza por mostrar às pessoas o fundo do poço ao invés de mostrar saídas reais para pessoas normais, mostram saídas que não servem para pessoas normais porque encerram as pessoas dentro da própria matrix, isso não serve.

Mas como sempre digo nos meus posts, sou um otimista nato e acredito nas pessoas, por isso trabalho todos os dias para mudar as pessoas que estão ao meu redor, fazendo com que elas liguem seus radares e possam ver e diferenciar não só as oportunidades, mas também a informação que manipula e a que enriquece.

Por isso vou dar algumas dicas para que você possa voltar a ligar o seu radar e nunca mais deixar passar uma oportunidade ou deixar-se servir de massa de manobra.

Em primeiro lugar é preciso desmentir uma mentira que se ouve muito, que é sobre a isenção das notícias que são veiculadas, porque é uma mentira, ora, toda empresa tem um dono que quando abriu a empresa estava visando o lucro e um meio de comunicação é uma empresa, portanto, não há como se falar em isenção é pura mentira, aliás essa técnica é muito utilizada hoje, a técnica consiste em contar uma mentira repetidas vezes até que ela se torne uma verdade, se liga.

Em segundo lugar é preciso entender de onde vem a informação que chega até você, a quem interessa aquela informação, o que está por traz daquela informação, qual o contexto geral que ela está sendo colocada, o que existe de relevante, é negativa ou positiva, existem mais questões a serem levadas em conta, mas para que você possa iniciar um novo habito em sua vida, já está de bom tamanho, se você conseguir responder às questões citadas acima de forma prática isso quer dizer que seu radar está quase lá, digo isso porque ainda falta um último passo, talvez o mais importante.

Antes, porém vou contar uma história, para que todos possam entender o próximo passo:

Era uma vez um vendedor de lanches seu João, que vendia seus lanches em um pequeno carrinho de lanches num ponto em frente à uma faculdade, ele vendia muito, tanto que o negócio foi crescendo e crescendo, até que teve que abrir as portas em lugar maior mais confortável que acomodasse as pessoas da melhor forma, ocorre que ele não assistia televisão não lia jornal e quando ouvia rádio era pra ouvir as músicas que ele gostava, o seu radar estava ligado o tempo todo, via oportunidades em várias direções.

Mas nesse novo local ele resolveu instalar um aparelho de TV e um aparelho de som mais potente, como era um local maior e que estava indo muito bem, obrigado, alguns alunos de cursos ligados ao mercado começaram a frequentar a lanchonete, e toda vez perguntavam a ele, seu João, o sr. Viu as notícias de hoje, o dólar subiu, a bolsa da China caiu, o preço do petróleo despencou, …, e ele dizia, não, eu não vi, é seu João a coisa tá feia.

Seu João começou a se preocupar com as tais notícias que diziam e o que é pior começou a acreditar que a coisa estava feia mesmo.

Para encurtar a história, o negócio do seu João foi ficando tão ruim que ele quebrou.

Aqui entro com o terceiro passo, o mais importante, que é, sempre faça uma assepsia na sua mente, se preocupe com a higiene mental sua e de sua família, e o que vem a ser assepsia e higiene mental, é a capacidade de se desligar por alguns dias, alguns dias apenas,dos meios de comunicação tanto escritos quanto rádioteleinter(Rádio, televisão, internet), se você é daquelas pessoas que não conseguem ficar uma hora sem saber das notícias do mundo, é preciso repensar seus padrões, pois você está profundamente preso à matrix e com o seu radar desligado.

É preciso entender aqui que, não é porque eu tenho notícias minuto a minuto que meu radar está ligado, é exatamente aí que aceitamos estar presos à matrix, quando estamos com nosso radar ligado e consciente temos um filtro que nos protege de todo esse mundo negativo e conseguimos ver além das aparências.

Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a ligarem seus radares e saírem verdadeiramente da matrix.

Autor: Airton Tomaz, é Life Coach, analista comportamental e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio, a venda na amazon.com.

Caso tenha gostado deste texto escreva para autor sugerindo outros temas em desenvolvimento pessoal, através do email: airton@educarpv.com.

QUAL É A SUA ROTA???

Definimos por rota, um planejamento para sairmos de um local para chegar a um outro local, isso é uma rota.

No mundo da informação e da formação em que vivemos, existem várias rotas a seguir, muitas pessoas estão em uma rota consciente, mas um número muito maior estão em uma rota inconsciente, ou mesmo nem sabem que estão em uma rota.

Isso é preocupante, se pensarmos que uma rota vai nos levar à algum lugar, onde estas pessoas vão chegar afinal, digo que muitas vão chegar ao fracasso, porque estão na rota do fracasso e não sabem, outras por não saberem que estão em uma rota, vão passar a vida toda tentando encontrar o seu lugar, outras chegarão em algum lugar, mas por não saberem onde ia dar a rota, não sabem como lidar com a situação atual e tem aquelas pessoas que definirão a rota, mas não conseguirão seguir até o fim, pois definiram a rota sem considerar todas as variáveis e por último temos aquelas pessoas que sempre estão em uma rota, sem desfrutar do que aquela rota proporciona, essas são pessoas que fazem cursos e não utilizam os conhecimentos, compram por impulso e sem pensar etc. para essas pessoas eu faço uma pergunta e convoco para uma reflexão, o que te leva a agir dessa forma? Pense e busque dentro de você as respostas.

Mas, como sou um otimista nato e por acreditar naquilo que faço, penso que as pessoas podem e devem estar cientes de qual rota estão seguindo e poder mudar se necessário, mas para isso é preciso estar totalmente consciente do momento presente que afinal de contas é só seu e de mais ninguém, então esteja presente na sua vida, isso soa estranho, mas estar presente na própria vida é poder fazer escolhas e o poder das escolhas faz uma enorme diferença em nossas vidas. (Caso tenha interesse em saber mais sobre nossas escolhas, escrevi um artigo ele está aqui: O poder das escolhas.)

Por acreditando nas pessoas da forma como acredito, vou dar algumas dicas para se traçar uma rota segura e consciente.

1 – Defina qual o seu mapa, ou seja, defina em que área de sua vida quer trabalhar, ou se não tem uma área específica, busque o mapa geral de sua vida, tire um momento na semana e tenha de forma clara qual é o mapa que quer trabalhar, faça isso detalhando as informações, por exemplo, quero trabalhar o mapa da minha carreira, então coloque em um papel, sua formação, livros que leu, quais ainda precisa ler,  onde quer chegar na sua carreira, em quanto tempo, quais são pessoas que estarão com você, ou seja, desenhe uma mapa mesmo, de forma que você possa olhar pra ele e dizer com toda convicção; “Esse é o mapa da minha carreira, da minha vida …….”.

2 – Depois de definido o mapa é preciso definir dentre as rotas possíveis, qual é a mais vantajosa pra você no momento atual, qual rota vai lhe trazer o melhor resultado em menos tempo e dentro das suas possibilidades atuais

3 – Por último é preciso agora traçar a rota, para isso é preciso saber quais são os seus recursos, o que vai precisar, como vai conseguir aquilo que ainda não tem, caso não consiga o que vai fazer para corrigir, enfim, defina toda a sua rota com detalhes.

Fazendo dessa forma sua rota jamais vai colidir com aquilo que você não queira, pense reflita sobre os três passos citados acima e coloque em prática.

 

Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a definirem suas rotas com muito mais presença.

 

Autor: Airton Tomaz, é Life Coach, analista comportamental e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio, a venda na amazon.com.

Caso tenha gostado deste texto escreva para autor sugerindo outros temas em desenvolvimento pessoal, através do email: airton@educarpv.com.

O PODER DAS ESCOLHAS!!!

Estamos em um mundo cada vez mais competitivo, mais agressivo, mais intolerante e está cada vez mais difícil das pessoas serem elas mesmas, seja porque são manipuladas, seja porque são obrigadas, seja porque são indecisas ou porque acham a situação cômoda e preferem não alterar.

Em todas as situações citadas acima, seja ela qual for, o indivíduo está privado de suas escolhas, digo aqui escolhas consciente, aquelas escolhas que vem de dentro e não escolhas que não nos deixam escolhas, alguém já fez por nós e pensamos que escolhemos sem perceber o quão pernicioso é isso e o quão prejudicial é esse tipo de ação inútil.

Pesquisas mostram que alguns problemas psicológicos estão relacionados às escolhas que fazemos ao longo da vida, como resolver ficar em um emprego que não gosta, manter um casamento quando ele já acabou há muito tempo, gastar um valor considerável em algo que não era o que pensava, poderia citar várias outras situações em que podemos tomar decisões erradas e que vão nos causar problemas futuros, mas o foi dito ja serve para ilustrar o que quero dizer.

Fazer uma escolha consciente envolve três pilares, o primeiro é conhecer a si mesmo, esse pilar é importantíssimo para que possamos tomar decisões mais coerentes com nossos valores, com aquilo que motiva e faz progredir, procure se conhecer, busque dentro de você aquilo que o deixa feliz, triste, ansioso, preocupado, busque conhecer seus medos e enfrente-os, posso garantir que  a sensação de ser você mesmo é maravilhosa.

O segundo pilar para que possamos fazer escolhas conscientes envolve como você pensa que os outros te veem, parece meio sem sentido, mas a forma como pensa que outras pessoas lhe veem interfere de forma decisiva nas suas decisões, quando conseguir se conhecer melhor esse segundo pilar não terá muita influência, mas até lá, se veja com os olhos dos outros e tire suas próprias conclusões em relação ao seu comportamento com as pessoas que vive com você.

O terceiro e último pilar é o quanto você está comprometido com a sua história, seja sincero nesse momento, qual vai ser a história que você quer contar para seus filhos e netos. Quando se tem comprometimento com a própria história é possível construir coisas que jamais se imaginaria que se conseguiria.

E o que fazer então para fazermos escolhas mais conscientes, a resposta à essa pergunta está dentro de você, seja autentico, não aceite não como resposta, insista, persista, busque entender questões que estão além do que está sendo dito, busque em você a mudança que deseja ver nos outros e por último seja comprometido.

Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a serem mais consciência de suas escolhas.

 

Autor: Airton Tomaz, é Life Coach, analista comportamental e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio, a venda na amazon.com.

Caso tenha gostado deste texto escreva para autor sugerindo outros temas em desenvolvimento pessoal, através do email: airton@educarpv.com.