LIDERANÇA E INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

que-e-lideranca

O que é liderança? Nascemos líderes, ou podemos nos tornar líderes? Bom essas são perguntas que são feitas constantemente nos locais onde falo sobre liderança e a resposta é sempre a mesma, “DEPENDE”.

Digo isso porque ouço com muita frequência que sim é possível formar um líder, temos várias escolas que se intitulam escolas de líderes, mas essa questão é um pouco delicada, ser líder é muito mais do que saber lidar com pessoas e entende-las, se isso fosse verdade não teríamos uma quantidade enorme de problemas com lideranças nas empresas. No Brasil esse problema é tão grave que já ultrapassou as empresas e já chegou até na política, um local que por definição deveríamos ter lideres natos, “só que não” como diz alguns alunos meus.

lider2

Deixando tudo isso de lado vou me ater à questão da liderança em sua essência e vou me aprofundar um pouco mais, explorando a questão do líder e inteligência emocional.

O líder na essência é aquele que busca através de seus atos e palavras deixar bem claro em qual direção se está indo e porque ir nessa direção de forma que as pessoas que o sigam sejam capazes de ir até o fim com ele sem abandoná-lo.

lider-1

A liderança com inteligência emocional é incontestável, eu diria aqui que a oração de São Francisco de Assis, define o líder com inteligência emocional:

Senhor, fazei-me um instrumento de vossa paz

Onde houver ódio, que eu leve o amor

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão

Onde houver discórdia, que eu leve a união

Onde houver dúvida, que eu leve a fé

Onde houver erro, que eu leve a verdade

Onde houver desespero, que eu leve a esperança

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria

E onde houver trevas, que eu leve a luz

Onde há dúvida, que eu leve a fé

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria

Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz

Ó mestre, que eu não busque tanto

Ser consolado, mas consolar

Ser compreendido, mas compreender

Ser amado, mas amar

Porque é dando que se recebe

É esquecendo que se encontra

E é perdoando que se encontra o perdão

E é morrendo que se ressuscita para a Vida Eterna…

dinamica-para-reflexao

Peço que as pessoas que desejam ou almejam ser lideres melhores, reflitam sobre essa oração, e busquem dentro de si a verdadeira essência de um líder.

Sobre o Autor: Airton Tomaz Pereira é Administrador de empresas, Coach de Inteligência emocional, Analista Comportamental, Escritor, palestrante e professor, atua no ramo da educação já há 16 anos.

Para entrar em contato com o autor: airton@educarpv.com ou tomazconsultor@gmail.com

Airton é Co-autor do livro Estratégia de Vencedores Lançado pela Editora Conquista.Salvar

TRÊS DICAS INFALÍVEIS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA SE MANTER RELACIONAMENTOS SAUDÁVEIS.

A inteligência emocional vem sendo cada vez mais utilizada para vários fins, esse texto vai se conter em abordar a questão dos relacionamentos sadios, digo isso porque dentro dos relacionamentos existem também vários outros tipos de relacionamentos que não vão ser o foco deste texto.

Dito isto, podemos nos debruçar no tema proposto, um indivíduo com inteligência emocional ou com maturidade emocional (que a forma antiga de tratar o tema), é aquele indivíduo que busca não um relacionamento por si só, mas sim um relacionamento com propósito que vai além de fazer sexo, sair para baladas, enfim, estar com uma pessoa.

Esse indivíduo busca em um relacionamento, fazer sexo sim, mas aquele sexo que é gerado por uma química que não se consegue explicar ou podemos dizer sexo com amor, sair para as baladas sim, mas compartilhar momentos juntos com uma pessoa que seja cumplice, no bom sentido, de suas ações e que além disso esteja disposta encarar uma vida com muito mais sentido.

Mas como se manter em um relacionamento assim? Para isso trouxe aqui três dicas de como manter um relacionamento saudável utilizando a Inteligência Emocional.

1 – ESTEJA SEMPRE NO MOMENTO PRESENTE

Talvez seja a dica mais importante; em um relacionamento se pressupõe no mínimo duas pessoas e sendo um relacionamento é preciso estar sempre presente, pois existem relacionamentos em que os problemas da empresa do trabalho ou outros tiram as pessoas do momento presente e elas ficam envolvidas em situações que aconteceram ou imaginando situações que poderão acontecer e ai o tempo passa e vivemos os problemas ao invés de viver os relacionamentos. Isso quer dizer que quando estiver no trabalho esteja presente, quando estiver em casa esteja presente, estar presente nestes momentos significa buscar as emoções de estar naquele local, por exemplo, quando estiver com a família viva ou reviva as emoções de estar junto com pessoas que te quer bem, assim você estará presente em todos os momentos, pois quando se busca as emoções para viver um momento nada passa despercebido.

2 –  PRESSÕES SÃO DESNECESSÁRIAS EM UM RELACIONAMENTO

Quando estamos em um relacionamento se faz totalmente desnecessário qualquer tipo de pressão, afinal se está junto por livre e espontânea vontade e não o contrário, assim utilize novamente suas emoções para confiar no outro(a) e buscar nas emoções do outro(a) essa segurança que tanto se deseja em um relacionamento.

É comum se ouvir nos meios de comunicação, em novelas, programas de Tv, a tentativa de implantar crenças negativas na cabeça das pessoas, a crença de que o amor é cego ou o preço da certeza é dúvida e outras mais, mas quem utiliza a inteligência emocional não cai nessas crenças negativas, pois jamais o amor vai ser cego, além de ver, também sente quando há verdade em um relacionamento, então sinta e veja o amor em um relacionamento, assim as pressões se tornam desnecessárias.

 

3 – QUERER ESTAR SÓ NÃO É O MESMO QUE ESTAR SÓ

Em um relacionamento é comum ouvir que é necessário se dar um tempo, mas o próprio tempo é atemporal, ou seja o amanhã pode acontecer hoje e ontem pode retornar amanhã, explico: em nossas vidas é fácil nos pegarmos revivendo momentos já vividos isso quer dizer que estamos sentindo novamente o que sentimos naquele momento, ou imaginando como seriam alguns momentos futuros, como nosso cérebro não separa ou distingue o que é real do que não é real, isso quer dizer que quando imaginamos algo seja no passado ou futuro quer dizer que estamos vivendo no presente aquele momento, assim o tempo se torna apenas um detalhe ou criação humana para que o cérebro tenha um norte quando buscar determinadas emoções, mas se tratando de emoções isso é desnecessário porque bata buscar dentro de nós o sentimento que se deseja que as lembranças associadas a ele virão a tona.

Dito isso, quando o companheiro(a) pede para ficar só é preciso respeitar e entender que todos precisamos estar só em alguns momentos, somente quando estamos só conseguimos ver e sentir de forma mais clara alguns sentimentos e emoções presentes no relacionamento, então de um “tempo” para seu parceiro ou sua parceira, vai fazer bem para os dois.

 

Sobre o Autor: Airton Tomaz Pereira é  Administrador, Coach de Inteligência Emocional, Escritor, palestrante e professor.

Para entrar em contato com o autor:airton@educarpv.com  tomazconsultor@gmail.com

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: COMO LIDAR COM SITUAÇÕES INVISÍVEIS

Inteligência emocional, o que é afinal?

A Capacidade de perceber e controlar suas próprias emoções e com isso administrar seu comportamento é uma das definições de inteligência emocional, existem outras mas prefiro ficar com esta, por fazer mais sentido para mim.

Partindo desta definição vamos agora explorar a questão do invisível, por invisível entendemos que é algo que não se vê, porém quando levamos o termo invisível para a seara da inteligência emocional, podemos perceber que ao saber lidar com questões que num primeiro momento não se vê, portanto invisíveis, nós usamos a inteligência emocional, vou dar um exemplo do quero dizer:

No trabalho quando o chefe chega e não fala bom dia, e fica mal-humorado o dia todo, essa é uma situação muito comum no dia a dia das empresas, mas a pessoa que usa sua inteligência emocional consegue ver que o chefe esta daquela forma por algum motivo e a partir daí tenta descobrir o motivo para poder lidar melhor com o chefe naquele dia.

A situação citada acima parece meio boba, mas uma das grandes causas, cerca de 40% segundo estudos, das demissões ocorrem em função do mal relacionamento com os chefes.

Isso nos mostra a importância de saber lidar com as suas emoções e com as emoções das pessoas com quem você se relaciona.

Aprofundando um pouco mais na inteligência emocional temos algumas situações que são verdadeiros ensinamentos sobre inteligência emocional, por exemplo você sabe como anda a família do seu motorista, que time ele torce ou se ele tem algum filho na faculdade? Essas são questões que parecem banais, mas se preocupar com as pessoas que nos relacionamos é um sinal de inteligência emocional e a questão citada acima muitas das vezes é invisível aos olhos de muitas pessoas.

E por falar em situações invisíveis, quando foi que você deu um abraço de agradecimento na sua mãe/pai, por tudo aquilo que fizeram para você que com certeza para você são invisíveis também.

Ainda nesse sentido muitas das vezes nos defrontamos com situações que nos parecem muito longe ou invisíveis a nós porque não queremos ver, como um menino vendendo bala no farol ou um mendigo dormindo em baixo de uma ponte, andamos com nossos caros com os vidros fechados para não vermos, é claro que aqui o foco não é falar de outros problemas que nos deparamos todos os dias, como roubos e assaltos, mas sim de entender que todas estas situações deveriam fazer com que as pessoas pensarem e se colocarem no lugar daquelas pessoas e a partir disso entenderem melhor sobre as dores dos outros e entendendo essas dores podemos nos entender melhor também e podemos ser muito mais inteligentes emocionalmente falando.

Faço aqui um desafio para todos aqueles que queiram ser um pouco mais inteligente emocionalmente, procure buscar em todas as situações vividas no seu dia a dia, sejam estressantes ou não, o ponto cego, ou seja, qual é o sentimento que está por traz daquele acontecimento, só assim podemos crescer emocionalmente.

Claro que esse desafio precisa fazer sentido para você, caso não faça sentido, reflita sobre as situações abordadas acima e tente encontrar o ponto cego de cada uma.

Autor: Airton Tomaz Pereira – Administrador, Coach de Inteligência emocional, Escritor, palestrante e professor.

Para entrar em contato com o autor: airton@educarpv.com

tomazconsultor@gmail.com

QUAL É A SUA ROTA???

Definimos por rota, um planejamento para sairmos de um local para chegar a um outro local, isso é uma rota.

No mundo da informação e da formação em que vivemos, existem várias rotas a seguir, muitas pessoas estão em uma rota consciente, mas um número muito maior estão em uma rota inconsciente, ou mesmo nem sabem que estão em uma rota.

Isso é preocupante, se pensarmos que uma rota vai nos levar à algum lugar, onde estas pessoas vão chegar afinal, digo que muitas vão chegar ao fracasso, porque estão na rota do fracasso e não sabem, outras por não saberem que estão em uma rota, vão passar a vida toda tentando encontrar o seu lugar, outras chegarão em algum lugar, mas por não saberem onde ia dar a rota, não sabem como lidar com a situação atual e tem aquelas pessoas que definirão a rota, mas não conseguirão seguir até o fim, pois definiram a rota sem considerar todas as variáveis e por último temos aquelas pessoas que sempre estão em uma rota, sem desfrutar do que aquela rota proporciona, essas são pessoas que fazem cursos e não utilizam os conhecimentos, compram por impulso e sem pensar etc. para essas pessoas eu faço uma pergunta e convoco para uma reflexão, o que te leva a agir dessa forma? Pense e busque dentro de você as respostas.

Mas, como sou um otimista nato e por acreditar naquilo que faço, penso que as pessoas podem e devem estar cientes de qual rota estão seguindo e poder mudar se necessário, mas para isso é preciso estar totalmente consciente do momento presente que afinal de contas é só seu e de mais ninguém, então esteja presente na sua vida, isso soa estranho, mas estar presente na própria vida é poder fazer escolhas e o poder das escolhas faz uma enorme diferença em nossas vidas. (Caso tenha interesse em saber mais sobre nossas escolhas, escrevi um artigo ele está aqui: O poder das escolhas.)

Por acreditando nas pessoas da forma como acredito, vou dar algumas dicas para se traçar uma rota segura e consciente.

1 – Defina qual o seu mapa, ou seja, defina em que área de sua vida quer trabalhar, ou se não tem uma área específica, busque o mapa geral de sua vida, tire um momento na semana e tenha de forma clara qual é o mapa que quer trabalhar, faça isso detalhando as informações, por exemplo, quero trabalhar o mapa da minha carreira, então coloque em um papel, sua formação, livros que leu, quais ainda precisa ler,  onde quer chegar na sua carreira, em quanto tempo, quais são pessoas que estarão com você, ou seja, desenhe uma mapa mesmo, de forma que você possa olhar pra ele e dizer com toda convicção; “Esse é o mapa da minha carreira, da minha vida …….”.

2 – Depois de definido o mapa é preciso definir dentre as rotas possíveis, qual é a mais vantajosa pra você no momento atual, qual rota vai lhe trazer o melhor resultado em menos tempo e dentro das suas possibilidades atuais

3 – Por último é preciso agora traçar a rota, para isso é preciso saber quais são os seus recursos, o que vai precisar, como vai conseguir aquilo que ainda não tem, caso não consiga o que vai fazer para corrigir, enfim, defina toda a sua rota com detalhes.

Fazendo dessa forma sua rota jamais vai colidir com aquilo que você não queira, pense reflita sobre os três passos citados acima e coloque em prática.

 

Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a definirem suas rotas com muito mais presença.

 

Autor: Airton Tomaz, é Life Coach, analista comportamental e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio, a venda na amazon.com.

Caso tenha gostado deste texto escreva para autor sugerindo outros temas em desenvolvimento pessoal, através do email: airton@educarpv.com.